quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

A CULTURA BASEADA NA INTELIGÊNCIA É COMBUSTÍVEL DA ALMA DO FERROMODELISTA!

ESTE É O MEU PRESENTE DE INÍCIO DE ANO PARA VOCÊS! A ABERTURA DA PRIMEIRA PORTA PARA O CONHECIMENTO DO DOM DA INTELIGÊNCIA HUMANDA! FELIZ 2009!
For readers of different languages from Portuguese, please use Google Translator
or use the www.freetranslation.com.

A quase totalidade das pessoas que conheço nas classes opinantes jamais dedicou um só minuto a examinar os meios e critérios da busca da verdade – seja no sentido mais geral e filosófico da coisa, seja no que se refere à veracidade dos meros fatos que se alegam, na mídia e nas conversas do dia a dia, como provas disto ou daquilo.

Mesmo estudantes de filosofia, quando a obrigação curricular os força a um contato epidérmico com o assunto, não absorvem dele senão as crenças da moda – marxista, desconstrucionista, neopragmatista –, não as usando jamais como pontos de partida para uma investigação moralmente responsável, mas como travesseiros fofos onde podem acomodar-se, sem nenhum problema de consciência, nas reconfortantes certezas usuais do seu meio social.

Não por coincidência, são esses mesmos os que com maior freqüência apelam ao chavão da incerteza geral e da inexistência da verdade, não porque tenham algum dia buscado essa verdade sem encontrá-la, mas precisamente para dispensar-se de buscá-la.

Outro dia, em debate num blog, uma senhorita formada nessa mentalidade despejava sobre os interlocutores seu olímpico desprezo pelas “teorias conspiratórias que buscam um verniz de ‘cientificidade’, ao mesmo tempo que não se submetem às regras do discurso científico, como peer-reviewing.”

Peer-reviewing, “revisão pelos colegas”, é uma regra da publicação de trabalhos científicos em revistas especializadas, não uma regra do próprio discurso científico. Pode ser uma condição sociológica do progresso da ciência, não um componente interno da lógica científica. Milhares de peer-reviews não garantem a cientificidade de um discurso, nem a impugna a completa falta deles, porque aquilo que se entende por “científico” é um certo nexo lógico entre premissas factuais, processos de demonstração, critérios de verificação e resultados obtidos – algo que tem de ser dado na própria estrutura do raciocínio proposto e não pode ser-lhe acrescentado de fora. A revisão por especialistas pode confirmar ou impugnar a presença desses elementos num trabalho científico, mas, a partir do momento em que ela própria se transmuta em “regra do discurso científico”, a noção mesma de discurso científico perde toda substância própria e se dissolve na mera aprovação coletiva de um grupo social. A confusão entre o discurso científico e as condições sociológicas da sua aceitação por esta ou aquela comunidade acadêmica reflete uma visão infantil, concretista, místicóide, fetichista do que seja a ciência. Essa visão é a base sobre a qual se erigem não só alguns dos mitos mais queridos do ativismo acadêmico contemporâneo, como o aquecimento global, o holismo ecológico, as teorias da “exclusão social”, a superpulação ou as eternas causas econômicas da criminalidade, como também o simulacro de autoridade com que os grupos interessados impõem, sob a alegação desses mitos, as políticas que bem lhes interessam. Essas políticas podem ter os resultados sociais mais variados – quase invariavelmente nefastos –, mas pelo menos um desses resultados é constante e infalível: o acréscimo do poder social da classe acadêmica.

Como a opinião da mídia, formada nas mesmas fontes, segue de perto a da comunidade acadêmica, a conjugação de poderes dá a esses dois pilares da ortodoxia contemporânea uma autoridade controladora, inibidora e repressora incomparavelmente mais vasta que a do alto clero católico na Idade Média, com o agravante de que seu exercício não é tolhido por nenhuma consciência de culpa ante um Deus transcendente e invisível. Se acompanharmos a história da formação da doutrina cristã ao longo da sucessão dos concílios, veremos que é uma história marcada por polêmicas apaixonadas, violentas até, que se estendiam por décadas e por séculos antes que uma decisão papal lhes pusesse fim. Nada de semelhante existe na universidade atual, onde a condenação das heresias não vem ao término de um longo processo de discussão, como na Igreja, mas já vem pronta desde o começo, proibindo e impossibilitando a discussão e expelindo do meio social os discordes e recalcitrantes. E a repressão totalitária não se exerce só sobre teorias científicas, mas até sobre meras opiniões políticas. Experimente negar abertamente o evolucionismo, o aquecimento global, a superioridade moral do socialismo ou as virtudes salvíficas de Barack Hussein Obama – e veja quantos minutos transcorrem antes que suas verbas de pesquisa sequem ou seu emprego vá diretamente para o beleléu.

Isso não significa, é claro, que sempre a força repressiva se esteie na opinião da maioria. Um grupo relativamente pequeno pode controlar facilmente os mecanismos de publicação e, justamente através da peer-review, impor ou vetar o que bem entenda. Recentemente, um grupo de 52 cientistas subscreveu um apelo urgente da ONU em favor de medidas drásticas para controlar o “aquecimento global”. O documento foi contestado por nada menos de 650 cientistas, para os quais o aquecimento global é apenas uma farsa montada para juntar dinheiro e poder político. Adivinhem qual das duas correntes tem mais fácil acesso às publicações acadêmicas. A ex-pesquisadora da Nasa, dra. Dr. Joanne Simpson, signatária do manifesto dos 650, até explicou que agora podia falar a verdade porque já não estava ligada a nenhuma organização científica nem dependia de verbas de pesquisa.

Livros do Autor: clique aqui!

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

LIVRE SUAS CRIANÇAS E VOCÊ MESMO DE GENTE QUE PROPAGA ISSO! - GET YOUR KIDS AND YOURLSEF RID FROM PEOPLE THAT SPREAD THIS!

SIMPLESMENTE, NAUSEANTE. NOTE AS BANDEIRAS!
SIMPLY NAUSEATING. NOTICE THE FLAGS!

MÍSSEIS RUSSOS KATIUCHA ATINGINDO ISRAEL PELO HISBOLLAH.
RUSSIAN MISSILES KATIUSHA ATTACKING ISRAEL BY HISBOLLAH.

O LIXO DA MANIPULAÇÃO JUVENIL
THE TRASH OF MANIPULATION OF THE YOUNGSTERS

NO PASSADO / IN THE PAST
Título/Title: Lenin Partya Komsomol (Partido Comunista de Lenin)
(Lenin's Communist Party)
Isso é música para crianças? Is that a song for children?

AGORA EM NOVEMBRO DE 2008 / NOW IN NOVEMBER 2008!

domingo, 28 de dezembro de 2008

domingo, 21 de dezembro de 2008

CONHEÇA OLAVO DE CARVALHO - KNOW OLAVO DE CARVALHO

Olavo de Carvalho é o filósofo e analista político brasileiro mais atuante e profundo. Vários de vocês leitores já conhecem o conteúdo dos estudos dele que é apresentado superficialmente no programa True Outspeak no Blog Talk Radio que está embutido no corpo deste blog para que vocês tenham acesso aos programas semanais. Mas Olavo também fundou a revista eletrônica Mídia Sem Máscaraque é sucesso nacional. Para várias pessoas essa revista ainda não é famosa porque ela não é impressa, mas publicada na internet. Olavo é um guerreiro contra o comunismo, e esclarece as pessoas de como a mentalidade revolucionária e retórica são trabalhadas para fazer as pessoas deixarem o controle de suas vidas ser dado de graça aos comunistas através do abandono do interesse por política. Olavo de Carvalho is the most active and deepest Brazilian philosopher and political analist. Many of you readers know the content of his studies that are superficially presented on his True Outspeak broadcast at Blog Talk Radio that is embedded in the body of this blog for you to have access to the weekly broadcasts. But Olavo also founded the eletronic magazine Mídia Sem Máscara (Unmasked Media) that is a national success. For many people the mangazine is not famous because it is not printed, but publicized on the internet. Olavo is a warrior against communism, and clears up the people how the revolutionary mentallity and retoric are worked to make the people leave the control of their lives be given for free to the communists through the abandon of interest for politics. 

There is an important interview with Olavo de Carvalho for the English-spoke public on which he gives the investigation paths for you to understand how the anti-American movement is being prepared in Brazil for over 50 years, and the American conservatives seem to not want to know aboutit. The interview is in MP3 audio file format. Please click on his picture to listen to his interview by Jeff Nyquist.

Também Olavo de Carvalho tem participado com obras numa revista muito inteligente a Dicta&Contradicta que foi fundada em 10 de junho deste ano. A Dicta&Contradicta trata de assuntos como Artes Plásticas, Cinema, Espiritualidade, Educação, Filosofia, História, Literatura, Música, Psicologia e Religião. 

 A Dicta&Contradicta tem apoio do IFE (Instituto de Formação e Educação). Essas obras de arte literária popular de alto nível vem a somar o meu esforço de trazer informação esclarecedora a vocês. A informação estratégica estimula a inteligência cuja leva solidez às nossas vidas! Dou boas-vindas a vocês à Dicta&Contradicta e ao IFE. Fortaleça-se com informação! Bom aprendizado! Olavo has participated with works in a very smart magazine the Dicta&Contradicta (Said&Countersaid) that was inaugurated on June 10th of this year. The Dicta&Contradicta covers assumpts on Plastic (Visual) Arts, Cinema, Spirituality, Education, Philosophy, History, Literature, Music, Psycology, and Religion. Dicta&Contradicta has suport from the IFE (Education and Intelectual Formation Institute). Those state of the art populary literary feats come to sum up my efforts to bring information to you that highlight facts hidden from the mainstream media. The strategic information stimulates the wise which brings solidity to our live! I welcome you to Dicta&Contradicta and to the IFE. Be yourself strong with information! Good learning!

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

OFICINA SALLOMÃO GE U6B MRS!

A Oficina Sallomão está lançando um novo produto, a U6B MRS. Ela é baseada na Frateschi GE U5B sem decoração. O modelo tem a cabine modificada na frente para receber as amplas janelas do protótipo. A caixa de servos hidráulicos no lado esquerdo do corpo também é detalhada, ela é feita em resina e o conteúdo é modelado com precisão. As portinhas abrem! Içadores, cabos de velocímetro, compressor, alavanca (cut lever), engate Kadee e weathering nos truques estão inclusos no pacote.
Contate a Oficina Sallomão através do site www.oficinasallomao.com.br.

Sallomão Shops is releasing a new product, the U6B that is operated by MRS. It is based on Frateschi GE U5B undecorated. The hydraulic servo box placed in the left side of the body is also detailed, it is made of resin, and the content is modelled with precision. The little doors are operating! The lift rings, the speedometer, the compressor, cut lever, Kadee couplers, and weathering on trucks are also included in the package. Contact Sallomão Shops (Oficina Sallomão) through the website www.oficinasallomao.com.br.

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

ATUALIZAÇÕES DA HOBBYTECH - UPDATES FROM HOBBYTECH

Prezados amigos ,
Dear Friends,

Estamos com algumas encomendas bastante atrasadas e gostaríamos de explicar os motivos, a fim de evitar que os colegas imaginem que não estamos dando a devida atenção a cada pedido. Também aproveitamos para informar algumas mudanças em nossa forma de confecção de alguns modelos, as quais trarão benefícios a todos.
We have some orders that are very delayed and we would like to explain the reasons in order to avoid the colleagues from imagining that we are are not giving the due attention to each order.

Como é do conhecimento da maioria, a Hobbytec fabrica tudo de forma totalmente artesanal. Somos quatro colegas, três dos quais se mantém em seus empregos, utilizando o tempo livre para a confecção dos modelos. Dessa forma, infelizmente não podemos nos dedicar em tempo integral aos trabalhos de modelismo.
As of knowledge of the most of you, Hobbytec manufactures everything based on manhandcraftship. We are four colleagues whose three keep their jobs, and make use of their free time to make the models. This way we unfortunately cannot dedicate integral time to our modeling works.

PEDIDOS ATRASADOS -DELAYED ORDERS
As encomendas com maior atraso se referem aos trens (carcaças de G12 e slugs). Caminhões e ônibus são de montagem mais fácil e estamos conseguindo entregar dentro do prazo, ou pelo menos com atrasos menores.
The most delayed orders consist of trains (G12 and slug shells). Trucks and buses are easy to assembly, we are accomplishing the deadlines, or the delays are shorter.

Estes 2 meses de existência da Hobbytec já nos serviram como aprendizado para percebermos alguns pontos que devemos mudar ou aprimorar para melhor atender a todos. Dessa forma, tomamos as seguintes decisões com relação aos produtos:
These two months of existence of Hobbytec served us as learning to realize some points that we have to change or improve to better serve everyone. This way we took the following decisions in regards to the products:

MUDANÇAS - CHANGES:
1) SLUG - fechamos os pedidos do primeiro lote de 10 unidades, conforme havíamos planejado. Pudemos perceber que é um produto de interesse bastante limitado por vários motivos, entre os quais destacamos: só existir em uma ferrovia (ALL) e a necessidade de estar em escala compatível com as locomotivas G22U disponíveis no mercado. Além disso, a necessidade de usarmos truques Frateschi torna o custo-benefício do produto inviável para nós.
We closed the first lot of 10 unites as we had planned. We noticed that it is a product of much interest though limited for many reasons such as these ones we highlight: it exists in just one railroad (A.L.L.), and the need to make them available in compatible scale to Frateschi's G22U (OO scale). Besides this, the need of using Frateschi trucks/bogies make the cost/profit figure on the product inviable to us.

Dessa forma, decidimos parar a produção das slugs e nos dedicar a produtos de maior interesse por parte dos modelistas. Porém, isso não exclui a possibilidade de produzirmos algumas slugs ocasionalmente, via pedido especial, principalmente para os modelistas que já haviam manifestado interesse. As unidades já encomendadas serão entregues normalmente conforme forem ficando prontas.
This way we decided to stop production of the slugs and dedicate to the products of higher interest to the modellers. However this does not exclude the possibility of we producing some slugs occasionally under special order specially to the modellers that have manifested interest in it. The pre-ordered units will be delivered normally as they get assembled.

BOA NOTÍCIA! GOOD NEWS!
2) CARCAÇAS DE G12 - estamos fazendo as carcaças de uma maneira extremamente complexa, usando peças demais e de forma desnecessária. Além disso, a maneira como estamos confeccionando os detalhes metálicos tem dificultado ainda mais a montagem. A experiência adquirida nos mostrou que podemos simplificar os moldes e facilitar a montagem, sem alterar em nada a qualidade do produto final. Por essa razão resolvemos entregar as carcaças já encomendadas e suspender temporariamente novas encomendas, a fim de termos tempo para produzir novos moldes.
We are making the G12 shells in a very complex way, using so many peaces in an unnecessary way. Besides this the manner we are making the metallic details have turned more difficult the process of assembly. The experience we acquired showed us that we can simplify the molds and ease the assembly of the shells without altering the quality of final production at all. For this reason we decided to deliver the pre-ordered shells and postpone new order requests in order to have enough time to produce new molds.

Com isso também teremos tempo para adiantar o desenvolvimento de outros produtos que tem sido bastante pedidos e ainda não pudemos atender. Dessa forma, apenas temporariamente não receberemos novas encomendas de carcaças de G12. Mas, tão logo façamos novos moldes, voltaremos a disponibiliza-las, juntamente com outras novidades, e esperamos diminuir o tempo de montagem das mesmas.
With basis on this theory we will get time to speed up the development of other products that have been requested very much, and we could not still answer the demands. This way we, just temporarily, won't accept new order requests new orders of shells of G12. But as soon as we make new molds, we will make them available again as well as other new products, and we also hope to diminish the assembly time of the same.

terça-feira, 25 de novembro de 2008

HOBBYTEC - NOVA MARCA BRASILEIRA DE FERROMODELISMO


A Hobbytec é uma pequena fabricante de acessórios de ferromodelismo e neste semestre ela teve a grande proeza de lançar a carcaça da locomotiva EMD G-12 em pura escala HO. O único modelo de G-12 feito em plástico é produzido pela Frateschi, mas pela idade do molde que data dos anos 70 quando devido às restrições de importação, a Frateschi teve de usar motor maior, isso obrigou a companhia a fazê-la na escala OO (1/64), isso deixou o modelo desproporcionado com a escala proposta, a HO (1/87). Como a Frateschi não se interessou em fazer um molde novo para produzir a G-12 em escala HO, a Hobbytec viu a oportunidade de lançar apenas o corpo dessa locomotiva que é famosa no mundo todo, desde as ferrovias de bitola estreita da Canadian National (CN) às longínquas ferrovias Australianas e Neo-zelandesas. O corpo é feito de resina e se acopla à mecânica da G-12 produzida pela Frateschi que roda nas ferrovias da América Latina Logística (ALL).


O corpo é bem detalhado, um dos detalhes que mais chamam atenção é a cabine que tem chapas de acrílico que imitam vidro, e essas chapas estão bem próximas da superfície externa da cabine. O produto também tem os handrails superiores detalhados e das extremidades com muita finesa bem como os grab irons que são os apoiadores para se escalar o corpo da locomotiva. As escadas estão bem detalhadas e os pilots ou limpa-trilhos são inteirissos como no protótipo, havendo apenas espaço para passar o braço do engate. Os pilots vêm equipados com alavancas de desengate, famosas cut-lever. Cada unidade é oferecida sob encomenda porque é um produto artesanal feito de acordo com as necessidades do ferromodelista. Uma dica interessante, quem puder instalar uma mecânica de GP-7 nela, melhor, as rodas do chassis da Frateschi deixa-a ainda um pouco alta. Se for possível instalar rodas de C30-7 nela, então o modelista terá uma opção de motorização mais barata, embora o conjunto Athearn vem pronto para DCC.

SLUG M1 da A.L.L.
Mas a iniciativa da Hobbytec não fica somente na manufaturação do corpo da EMD G-12, ela vai além, e oferece a linda Slug da ALL que foi feita sobre locomotivas G-12 desativadas. Essa slug da G-12 que se chama M1, é de fato uma modificação da G-12 da Frateschi. O funcionamento da slug apóia os trens pesados no mesmo jeito que o protótipo slug da ALL faz. A Hobbytec afirma que esta produção é limitada em 10 unidades... Dez unidades do mesmo número? Isso não foi confirmado, mas espero que sim, porque investir no ferramental para fazer essa locomotiva sem cabine, não é algo tão barato. Espero e penso que você leitor também espera que a Hobbytec continue a fazer a slug M1 da ALL em várias quantidades com novos números para reproduzir os protótipos dessa grande ferrovia. Ou virá uma slug totalmente baseada na G-12 original da Hobbytec? Dedos cruzados!!!!!!!!!!!!!

Foto ilustra a slug M1 acoplada a duas locomotivas G22U da Frateschi


Um detalhe que representa o alto nível da mentalidade da Hobbytec é a embalagem dos seus produtos que é de fato para "inglês ver", ... e "babar"! O estilo da caixa lembra o padrão inglês e americano dos anos 70 de ilustrar o produto, um estilo que lembra a infância de muitos modelistas que hoje têm 30-40 anos. A diagramação dos tipos e das fotos dão uma sensação gostosa ao olhar, lembra as brincadeiras de presente do "Papai Noel", que na verdade era dado pelos pais ou parentes. Cada unidade custa R$: 150,00. Para converter este valor em qualquer outra moeda, use a página de câmbio do Banco Central.
A Hobbytec também tem uma linha de camiões na escala HO para enriquecer a sua maquete. Os preços estão na faixa de 70 reais, caros. O recomendável seria uma produção em escala maior para que o custo a todos os modelistas fosse diluído na quantidade. A Hobbytec é uma empresa nova e está focada em trazer novidades. Com mais vendas de corpos de locomotivas e kits de slugs, possivelmente ela estará mais competitiva e daí acessível.

O site da Hobbytec é www.hobbytec.com.br. Lá você encontrará outros produtos muito interessantes para decorar a sua maquete com cenários tipicamente brasileiros. Baixe o catálogo Hobbytec aqui.

Prestigie o ferromodelismo brasileiro! Como citado na matéria abaixo, o ferromodelismo brasileiro está crescendo, e a Hobbytec é prova dessa evolução. Que venham novos empreendedores a enriquecer o hobby  ainda suceder com a comercialização dos seus produtos, porque a prosperidade só impulsiona mais coisas boas!

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Novidades do Ferromodelismo Brasileiro/Brazilian Model Railroad News!

Text in English below this.

Frateschi, fabricante nacional de ferromodelos e assessórios de ferromodelismo, e a empresa de lojas de brinquedos Zas Tras assinaram acordo de distribuição das caixas básicas Meu Primeiro Trem Elétrico da Frateschi que consistem de um pequeno oval de trilhos, controlador, uma locomotiva e três vagões a quatro vagões (minério EFVM). Essa é a maneira que a Frateschi está buscando para popularizar os trens elétricos como meio de diversão que anda um tanto desconhecido no Brasil após tanto sucesso nos anos 70 e 80! No Mato Grosso do Sul em Campo Grande e Dourados, a Zas Tras inaugurará uma loja em cada. Com o surgimento de novos shopping centers em Campo Grande e o retorno do Trem do Pantanal, a tendência é que o hobby seja mais popularizado no Mato Grosso do Sul.


É importante salientar que até pouco tempo atrás havia poucos encontros de ferromodelismo no Brasil, os mais comuns eram o da Frateschi, o da ABF, o de Belo Horizonte e o encontro da associação de preservação ferroviária do Rio de Janeiro e a Confraria do Trem. Hoje há encontros em Bauru, Paranapiacaba, Jundiaí, e tantos outros. Isso mostra que o hobby está crescendo no Brasil e que é a melhor alternativa para que as pessoas aprendam como funciona o mundo da logística e o mundo da construção das ferrovias bem como a história moderna do Brasil. Se você sabe de alguma iniciativa referente à promoção do hobby no Brasil, envie um e-mail para hobbytrem@gmail.com, se possível com fotos, e publicarei o trabalho a ser realizado. Por último mas não menos, a reação dos empresários brasileiros aos desmandos do governo federal que perdura até hoje, ao buscar novos países para exportar produtos, criar novos produtos e novas maneiras de produção, permitiu que o Brasil incrementasse renda.

A economia estando mais rica, o mercado geral cresce, e as empresas construtoras investem em construção de novos shopping centers ou shopping malls que atraem mais e novas lojas de brinquedos e material de hobby, assim os produtos estando no meio de mais populações, eles têm maior preferência, daí consumo, o que fortalece o hobby porque a Frateschi terá mais capital para investir em inovação.

Frateschi, a Brazilian manufacturer of model railroad rolling-stock and kits, and Zas Tras toy store network firmed contract of distribution of the start set which is named "Meu Primeiro Trem Elétrico" (My First Electric Train) which consists of tracks to assembly a little oval circuit, a bi-volt controller, a locomotive and 3 rail cars or 4 (EFVM ore train set). With such partnership, Frateschi can bring its products to public even farther in the large Brazilian land, this persuasion makes its brand present at the stores of toys that are growing in numbers in Brazil, and this "engraves" the image that small trains can be toys or hobby material for the joy of the kids as well as the whole family in a more sophisticated, smart way but not just focusing in just one class of consumers, but all of them.

It is important to highlight the new events of model railroading in Brazil are coming outin larger number year after year, this is another signal that represents the real growth of this hobby nationwide.
The privatization of railroads called the attention of many people that like trains, but didn't express much interest in them because the former state-owned railroads ever had the same look. With the advent of the private companies, the railroads are receiving refurbished rolling-stocks such as locomotives and freight cars, new passenger trains for metropolitan areas, brand new locomotives and freight cars, and some passenger trains are coming back to the rails with new, colorful liveries. The more beauty from organization, renovation is in some place like a railroad, the more interest will be in such novelty that surrounds the neighborhoods. The reproduction of the renewed and new trains that are became common in the main cities of Brazil in HO scale by Frateschi, causes passion on the ones that love trains and the whole world of railroads as the on ones that want to experiment the taste of challenging their skills to create mini scenarios on train layouts with full functionality of a real scale-sized railroad. The inaugural of new shopping malls in the countryside also boost the sales of Frateschi gradually.

Even though the hobby lost its fame after the years 70-80, the improvement on the local economy in reaction to long-term federal government mismanagement that still perdures, the largest companies of Brazil looked for new ways to export: new markets, new products, new production ways, so these actions led more financial gains to the Brazilian economy, and now this is surging effect on market of toys and hobby products.

Another important fact is the growth of number of events dedicated to the hobby of model railroading. In the past the most famous events happened in São Paulo by ABF (Brazilian Association of Model Railroading), Belo Horizonte by the AMF, in Rio de Janeiro by the local associations, and the annual event of Frateschi. Now we have events in Bauru, Jundiaí, and in the historical town of Paranapiacaba.

Last but not least, the growth in the Brazilian economy encouraged the building companies to build new shopping malls in the main cities of Brazil thus making to surge new toy and hobby stores.

quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Os melhores engates Kadee - The best Kadee couplers



Detalhe: Engate #78.

Os engates HO superiores da Kadee são os que têm emlhor ratio e melhor aparência de protótipo. O #78 vem em uma montagem em escala da caixa de engrenagem de arasto (draft gear box) e seria o "mais preciso". Todavia outros são: #58 com tipo de caixa do #5, o #153 com braço curto, o #158 com braço médio e o #156 com braço longo. O link é da página que você pode encontrar esses engantes no site da Kadee.
http://www.kadee.com/htmbord/page24.htm

Our scale head HO couplers are the most prototypical looking and scale ratio. The #78 comes in an assembled scale draft gear box and would be the "most accurate". However the others are: #58 with standard #5 type of box, #153 short whisker, #158, medium whisker, and #156 long whisker. The following link is to the page you can find these couplers on Kadee's web site. http://www.kadee.com/htmbord/page24.htm

quinta-feira, 24 de julho de 2008

HO GE BB33-7

[BB33-7+ALL+001.jpg]

A Oficina Sallomão lançou neste mês mais um trabalho excepcional e de custo mais reduzido, é a GE BB33-7 da ALL (América Latina Logística). A locomotiva consiste no uso de duas carcaças da Frateschi GE C30-7, truques de U20C (3 dos 4 eixos são tracionados), e vários detalhes de qualidade profissional que farão a sua ferrovia brilhar de tanto realismo. O site da Oficina Sallomão é www.oficinasallomao.com.br.
The Oficina Sallomão (Sollomon Shops) released one more excepcional work of lower cost this month, it is the GE BB33-7 from ALL (Latin America Logistics). The locomotive consists of use of two Frateschi GE 30-7 undecorated bodies, U20C trucks (3 of the 4 axles are powered), and several details of professional quality that will make your railroad to shine from so much realism. The site of Oficina Sallomão is www.oficinasallomao.com.br.

domingo, 27 de janeiro de 2008

COMO CONSTRUIR MAQUETES ULTRA REALÍSTICAS

CONFIRA AS NOVIDADES NA PÁGINA PRINCIPAL
E AS FASES DE CONSTRUÇÃO DA MINHA MAQUETE!


Caríssimos Leitores!

Consegui recuperar algumas das fotos que estavam linkadas diretamente ao web site da Model Railroader Magazine que removeu as mesmas do web site dela e eu não tinha salvo a maioria das originais. Esta matéria está reeditada com link à matéria de evolução do projeto da minha maquete e espero ainda localizar as outras fotos.

COMO FAZER UMA LINDA MAQUETE!!!!!

Contruir maquetes é parte da base do ferromodelismo. Colecionar réplicas de trens é interessante, mas não há graça vê-los parados numa estante dedicada a eles se eles têm capacidade de serem movidos, controlados como os trens de tamanho natural. Para isso os trens em miniatura necessitam de trilhos e os trilhos necessitam de uma base segura, duradoura, uma mesa tipo tablado ou várias seções de pequenas mesas que permitem expansões ou mudança de forma fácil e organizada. A Woodland Scenics é o maior e o melhor fabricante de material para criação e decoração de paisagens de maquete, os materiais podem ser usados tanto por ferromodelistas quanto por arquitetos e outros profissionais que fabricam outros tipos de maquetes temáticas.
.

.
A Woodland Scenics produz uma linha completa de produtos para construção e espansão de maquetes ferroviárias que incluem plantas (desenhos), isopor de altíssima qualidade para relevo, moldes e gesso para criar rochas, passagens d'água sob ferrovias, lastro ou balastro para apoiar os trilhos e diminuir o ruído da rodagem dos trens sobre a madeira e dar altura real de destaque aos trens, árvores, grama sintética, folhagem, e produtos químicos para formar água artificial de lagos e quedas d'água, bem como kits completos para criação de módulos de maquetes com todo o cenário de altíssima precisão.

A Woodland Scenics também está disponibilizando vídeos que ensinam como fazer maquetes. Assista os vídeos e verá como é fácil fazer maquetes reais, muito mais fácil do que fazer maquetes horríveis com materiais sem qualidade e que assustam a qualquer um, além de demandarem muito mais custo do que se imagina. Uma maquete feia muitas vezes demanda muito mais custo do que uma maquete realística.

VÍDEOS

PROJETO ANTIGO DA MINHA MAQUETE
chequem a evolução do projeto aqui
Todo projeto de maquete é baseado na escala 1/10, isto é transformar o tamanho dos kits, dos trilhos, e da área que a maquete vai ocupar, em desenhos 10 vezes menores que os itens mencionados. Para demarcar as curvas, eu faço uso das medidas em polegadas tipo 18, 20, 22, 23, 25, 27, 29, 32, 42, ou o máximo que puder. Multiplique-as por 2,54 para ter o padrão internacional de curvas em centímetros. Vocês ao seguirem os padrões interncionais, saberão onde suas locomotivas importadas serão compatíveis. Desista dos trilhos curvos mais apertados que há que são os de raio de 36cm, a maioria das locomotivas não rodam nesses trilhos que tiram todo o realismo da maquete e ainda quando os trens conseguem passar sem descarrilar, sofrem muito atrito nas curvas e por isso aquecimento e desgaste maior dos motores. Maquete só é maquete e for realista, o resto é brincadeira de criança. Deixo aqui o projeto da minha maquete para vocês se basearem nele. Ela mede 1,60m por 3,00m.

Nota: os kits mencionados são importados, os sem nome são os conhecidos da Frateschi como estação Eng° Passos e caixa d´agua. Sugiro que deixem o raio da curva interna esquerda igual ao raio da curva interna direita e assim fazer um túnel duplo. O raio a de 25" polegadas (1"= 2,54cm, 1' pé = 30,48cm) deixa um visual muito melhor tanto para trens de locomotivas e vagões curtos quanto para trens com locomotivas e vagões longos, assim não tendo problemas de incompatibilidade e realismo. A ponte é uma Roco, mas pode ser uma Frateschi, porém se usar trilhos HO, terá que lixar as laterais dos dormentes porque a guia da ponte da Frateschi é para o padrão dos trilhos dela que têm dormentes mais estreitos em 1mm. Quem usar trilhos HO, recomendo usar ponte treliçada Roco ou pontes treliçadas curtas ou pontilhões da Atlas que já vêm com trilhos de nickel silver em padrão de altura COD83.

VÍDEO!

A revista Model Railroader trouxe ótimas dicas e fotos de como produzir maquetes ultra realisticas. Claro que o material da Woodland Scenics ajuda muito, mas o que mais funciona são: textura de materiais (pedras, gramas, e folhagens, e a combinação de cores.

Quando se faz relevo, prefira fazer estruturas com bolos de jornal amassado, depois tiras de papelão, então alguma gase ou mais folha de jornal sem amassar, cubra com gesso (massa corrida ou acrílica não servem e a massa acrílica pesa muito e não é maleável para talhar detalhes), depois pinte com tinta látex num tom claro de preferência cor areia que fica entre o tan (visto em camuflagem americana) e o beje. Depois use grama de cor média-clara e depois grama média-escura para preencher os meios, deixando a parte média-clara nas beiras. Não importa se vai aparecer a cor da tinta porque todo terreno nem sempre é 100% coberto de grama.

Recomendo usar os produtos da Woodland Scenic que colam mesmo o material sem deixar aquela aparência de cola seca que cria uma película sobre os trilhos e que com o tempo, o clima úmido amolece um pouco aquela película o que atrai poeira. Veja as fotos!

Ex-editor de gerenciamento da Model Railroader Dick Christianson e ex-editor senior da Model Railroader e atual editor da Classic Toy Trains Carl Swanson soldam as talas.
A imagem “http://www.trains.com/mrr/objects/images/wsor2.jpg” contém erros e não pode ser exibida.
A imagem “http://www.trains.com/mrr/objects/images/wsor3.jpg” contém erros e não pode ser exibida.

Editor associado da Model Railroader Cody Grivno e editor senior Jim Hediger constroem estruturas na sala de trabalho. Cody constrói a planta de sacaria e o Jim constrói a planta de etanol.


Cody está pintando a torre d'água da cidade de Troy.


O editor executivo da Model Railroader Andy Sperandeo cabeou muito das partes da maquete. Na foto superior ele está instalando os alimentadores dos trilhos e na foto debaixo ele está pondo uma locomotiva para testar pelos trilhos da WSOR.
A imagem “http://www.trains.com/mrr/objects/images/wsor4.jpg” contém erros e não pode ser exibida.


Cody faz o lastro/balastro em todos os trilhos da maquete. Você pode ler sobre as técnicas eficientes dele na parte 3 da série WSOR cuja aparecerá na edição da Model Railroader de março de 2008.


A ferrovia e o lastro/balastro estão montados e algumas das estruturas estão instaladas. Nós ainda necessitamos pintar a fachada ainda.
A imagem “http://www.trains.com/mrr/objects/images/wsor11.jpg” contém erros e não pode ser exibida.

Juntamente construindo o massivo complexo da REC Paper Products, o editor senior da Model Railroader David Popp instalava muito dos senários da maquete. Aqui ele está adicionando algumas árvores ao cenário próximo da planta de gás propano Swanson Propane.
A imagem “http://www.trains.com/mrr/objects/images/wsor12.jpg” contém erros e não pode ser exibida.

O editor associado Dana Kawala adiciona alguns dos toques de finalização ao parque enquanto o editor senior David Popp trabalha na montagem da REC Paper Products. O editor associado Cody Grivno está no fundo pintando e fazendo o lastro/balastro do trilho.


O ilustrador Jay Smith da Kalmbach Publishing Co. Illustrator pintando o fundo para terminar o ramal Troy (Troy Branch). Perto da Swanson Propane ele faz uma estrada aparecer a continuar dentro da distância e ao redor de uma quina, adicionando um tanto de profundidade ao cenário.
A imagem “http://www.trains.com/mrr/objects/images/wsor15.jpg” contém erros e não pode ser exibida.

Notem que lindo resultado!


Com a maioria das estruturas no lugar e o cenário terminado, nós damos uma acelerada tripla no pátio e buscar ação adiante!
wsor13


Agora que a maquete está toda feita, é hora de limpar a sujeira. O ex-editor de gerenciamento da Model railroader Magazine Dick Christianson está no trabalho!

CONFIRA AS NOVIDADES NA PÁGINA PRINCIPAL