terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

REFLETINDO SOBRE OS PREÇOS

De fato não é possível entender a Frateschi... o Dólar despencou de novo e a empresa não pára de aumentar os preços dos produtos, principalmente os das locomotivas. Quem diria que hoje uma locomotiva fora da escala HO a G22U com quase nenhuma peça moldada separadamente, sistema de engrenagens um tanto rústico, um motor de 3 polos e um circuíto elétrico mais do que básico, sem qualquer preparação para DCC, com engates de padrão NEM antigo e nenhuma peça de fechamento dos buracos dos limpa-trilhos estar custando 173 reais. Um produto que não deveria custar mais de 90 reais. Enquanto o resto do mundo está em crise financeira, o petróleo caro e podendo ficar mais caro com as provocações do Irã e o posicionamento de navios e aviões americanos e israelenses próximos do Irã com apoio da Arábia Saudita, Dubai, Inglaterra e tantos outros países, os fabricantes internacionais estão mantendo os preços. E não adianta a desculpa de que a China paga salários de fome. A China paga preços internacionais pelo petróleo, pelo transporte e por isso o custeio dos produtos lá quando entregues nos Estados Unidos não são tão baratos, no entanto, os americanos por também trabalharem com margem de lucro pequena, conseguem vender mais e o giro fica alto o que gera fortuna. Vejamos alguns exemplos de preços com o valor do Dollar a R$: 1,75. E não adianta jogar culpa nos impostos. O fabricante nacional desfruta incentivos estaduais e sabemos que há recursos para reduzir os custos com impostos. Como somente os motores são importados e eles devem chegar aos milhares a um preço baixíssimo de menos de 6 reais a unidade na China ou no Japão, então não há justificativa para pagarmos tão mais por produtos feitos no Brasil com um único componente importado que não é tão caro, o motor de 3 polos. Enquanto isso essas locomotivas abaixo já têm circuíto com o soquete para instalar o decodificador do sistema DCC.

Daí quando os ferromodelistas não conseguem tolerar mais a mesmice de produtos feitos de acordo com a conveniência do fabricante cujo cobra por eles o dobro do que os outros fabricantes cobram de seus clientes ao mesmo tempo que oferecem produtos pelo menos duas vezes melhores, o fabricante nacional reclama e pensa que nós somos suas propriedades.

Ainda eu não engoli aquela mudança no impostos para "trens elétricos de brinquedo importados." Quem fabrica trem elétrico de brinquedo ou em miniatura no Brasil? - Não vou tratar do assunto trem de brinquedo vs. ferromodelo - A Frateschi, claro. E porque o decreto trata dos produtos de ferromodelismo como trens de brinquedo? Para generalizar a interpretação dos agentes de aduana e não deixar claro quem foi o solicitante dessa inconstitucionalidade já que o nosso direito de escolher foi SA-BO-TA-DO!!!!!!! E poucos dias antes do aumento da tarifa do imposto, a Frateschi já subia loucamente os preços das locomotivas. FECHA-SE MERCADO, DESESTIMULA O CONSUMIDOR A IMPORTAR E AUMENTE AO MÁXIMO O LUCRO SOBRE O CONSUMO FORÇADO... ISSO NÃO É CAPITALISMO, ISSO É VIGARICE, ISSO É COMUNISMO! ISSO É DITADURA COMUNO-PRIVADA!

OS "COMPANHEIROS DO PT" ESTÃO SE INTROMETENDO ATÉ NOS MÍNIMOS DETALHES DAS NOSSAS VIDAS: "O FERROMODELISMO!"

Só um detalhe a mais... Celso Frateschi, um pseudo-artista militante comunista que vive mamando na Globo Televisia, no PT e no Ministério da Incultura... é um gajo de São Paulo que não sai de Ribeirão Preto... vive fazendo teatrinhos de merda sobre textos de escritores comunistas loucos e esses showzinhos de merda são anunciados com muita melequeira no website do pt de São Paulo... E vocês lembram da "alegria e honra" dos Frateschi em publicar uma foto da "mula de Garanhuns" segurando uma placa de madeira com uma G12 pintada na pintura da CFN enquanto o Brasil estava sendo drenado por tanta corrupção, narcotráfico comandado por aquele que sabe de nada além das tentativas de doar parte de Roraima e a metade de Mato Grosso do Sul para o comando da ONU roubar os minérios do Brasil e assim fazer confisco para sabotar o poderio econômico dos conservadores: produtores rurais, trabalhadores, industrialistas... muita coinciência. Frateschi e PT: tudo a ver... Comunismo e ferromodelismo: NADA A VER!

Bachmann GP-30 R$: 74,23

Frateschi G22U R$: 149,00
LOCOMOTIVA G-22-U A.L.L - 3044

Bachmann GP40 R$: 60,00.

Bachmann F7 R$: 41,30

Frateschi FA-1 R$: 140,90 - AGORA A LOCOMOTIVA VEM EQUIPADA COM A REMOÇÃO DO BRASÃO PARA ECONOMIZAAAAAAARRRRRRRRRRRRRRRRRRR!!!!!!!!! E O PREÇO SUBIU!!!!!
LOCOMOTIVA FA-1 EFCB - 3009
MECANICA DA LOCOMOTIVA FA-1 - 30021

Bachmann DD40AX Centennial R$: 147,00... com 100% (transporte, impostos) - veja abaixo...
294 reais... enquanto a GE 5200 da Frateschi poooooooorrrrrrrrrr... 327 reaaaaaaaaiiiiiiiiiiieeeeezzzzzz!!!!
LOCO GE 5200 - VANDECA - CPEF - 3070

Fica difícil montar um trem nacional pagando pouco e ainda observando detalhes e qualidade rodagem inferiores aos dos produtos estrangeiros que nas terras das empresas que os fazem ou os desenvolvem, eles custam a metade do que os nossos custam aqui.

Atlas (Silver Series com DCC) U30C... R$: 211,62

enquanto a Frateschi GE C30-7 custa apenaaaaaaaassssssss.... R$: 240,66 no valor mais baixo.
LOCO C30-7 - ALL - 3065 (Fase III)
Então, meus caros, fica difícil sustentar o prepotente e enganoso ferromodelismo brasileiro, com ressalvas a alguns produtos como vagões e algumas construções. Mas para um país com moeda fortalecida e que dá incentivos fiscais ao único fabricante e ainda sabota a tributação de "trenzinhos elétricos", oferecer produtos um pouco melhores e a preços mais justos seria respeitar a realidade em si, ou em outras palavras, seria respeitar a inteligência daqueles que sustentam o hobby no Brasil.


Também não ficam para trás algumas lojas de material de ferromodelismo que vendem kits de construções. Por exemplo, o kit Station & Freight Shed da Model Power custa R$: 34,63 numa loja americana. Enquanto no distribuidor nacional o preço é de 114 reais. Como o imposto para pessoa jurídica é menor do que para a pessoa física e o frete também é mais barato, não há razão para um valor tão alto para um kit cuja arquitetura reproduzida nele não condiz com a arquitetura da Brasil. No entanto se o preço fosse justo, esse tipo de kit teria mais aceitação tanto pela beleza quanto pela qualidade. Mas 114 reais é muito dinheiro para pedacinhos de plástico barato. BRASIL, ACORDA! VOCÊ NÃO USA LIBRA NEM FRANCO SUÍÇO, MAS SIM REAL!

6 comentários:

Anônimo disse...

Oi, gostaria de saber onde voce encontrou esta DD40AX com este valor, pois gostaria de comprar uma e, a mais barata que eu encontrei foi de R$= 370.90 com DCC, voce sabe onde posso achar mais barato, de preferencia, em um site de compra on-line?

FERROMODELISMO disse...

No jeito que os preços estão no Brasil, essa locomotiva por 370 reais está quase dada. Pode levá-la!

Nelson Moreno disse...

Já que voce descobriu a 'mina' das coisas baratas, faça-nos um favor de indicar o endereço pois, como voce bem explicou, no nosso Brasil petista nada se compra com a carga de impostos (impostos, sempre eles) absurdos e obscenos.
Mostra o 'mapa da mina', tá. Te agradeço de montão. Eu e outros tantos amantes do ferromodelismo no Brasil.

FERROMODELISMO disse...

Caríssimo Nelson,

Farei isso sim. Bem pensado! Inclusive vou adicionar o link da postagem na página frontal do blog e logo postarei umas dicas a respeito do que você solicitou.

Ricardo Mangili disse...

onde voce encontra esses precos?

FERROMODELISMO disse...

Ao fazer pesquisa na internet. Envie um e-mail para dúvidas.